picture

The Big Idea

não force a escolha

Uma característica única do questionário Lumina Spark é o facto de medir as duas extremidades de uma polaridade, de forma separada. Contrariamente, a maioria dos instrumentos Junguianos faz perguntas como "Você prefere ir a festas ou ficar lendo um livro?". Ora, esta "escolha forçada" significa que o a pessoa que está a responder declarar-se como Extravertido (um frequentador de festas) ou Introvertido (um leitor de livros). Com o Lumina Spark, isto não acontece e não é esperado que as pessoas façam uma escolha, uma vez que cada conceito, de ambos os extremos da polaridade, é avaliado por uma questão separada. Assim, as pessoas podem optar por declarar que gostam de ir a festas e que, igualmente, gostam de ler livros (ou nenhum). Adicionalmente, isto é medido utilizando uma escala Likert de cinco pontos, que fornece a quem responde ao questionário mais opções, de forma a permitir que expressem, com maior precisão, as suas opiniões.

A Grande Ideia - medir ambas as extremidades de uma polaridade

A maioria dos Modelos Big 5 utilizam, igualmente, uma escala Likert. No entanto, geralmente, estes medem apenas uma extremidade de cada polaridade. Por exemplo, a Extroversão pode ser medida diretamente e uma ausência de Extroversão é, frequentemente, assumida como Introversão. Da mesma forma, também o aspeto Amabilidade (Agreeableness) é medido diretamente e uma ausência desta fator é assumido como "Não Amável (no Agreeable)" (ou crítica).

Em contraste, com o Lumina Spark, um formando pode reivindicar Qualidades em ambos os extremos de uma polaridade. Existem várias pesquisas que demonstram que, ao trabalhar no desenvolvimento de pessoas em contexto organizacional, é possível desenvolver e integrar ambas as extremidades de uma polaridade, o que é, na verdade, um grande benefício.